O que são os Exopolissacarídeos ou EPS ?

Bacteria exopolissacarídeos.jpgOs exopolissacarídeos (EPS) estão no centro do interesse comercial, principalmente por parte das Indústrias Cosméticas, de Nutracêuticos e Alimentícias que comercializam bioativos. A obtenção dos microorganismos, sua seleção e a geração de EPSs dependem, em teoria, de campanhas de bioprospecção que, para melhor resultado, são realizadas em ambientes extremos o que torna sua seleção não tão simples assim.
Esta primeira dificuldade relacionada à bioprospecção já está em parte solucionada pois, alguns poucos centros de pesquisa e inovação já isolaram EPSs que apresentaram algum tipo de atividade interessante e os catalogaram em bibliotecas o que facilita a busca das Indústrias por EPSs inovadores.
Os EPSs fazem parte de uma classe de biopolímeros de alto valor agregado e com ampla variedade de aplicações. A célula microbiana pode ser uma fonte rica de moléculas de carboidratos, alguns destes são componentes da parede celular, enquanto outros podem ser encontrados completamente dissociados da célula e são conhecidos como exopolissacarídeos. Os EPSs são produzidos largamente por bactérias e microalgas.
Muitos microorganismos são capazes de produzir polímeros de açúcares de elevado peso molecular, que são excretados para o meio. Estes compostos consistem principalmente de diferentes moléculas de açúcar ligadas especificamente formando unidades de repetição (heteropolissacarídeos) ou cadeias da mesma molécula de monossacárido repetido um determinado número de vezes (homopolissacarídeos).
Neste sentido, os EPSs de origem microbiana são uma alternativa aos polímeros de plantas (pectina, goma de guar ou goma de alfarroba) e algas (carragenatos e alginatos) como agentes viscosos utilizados tradicionalmente na indústria e que têm a desvantagem de não estar sempre disponível na qualidade e com as propriedades necessárias devido à variabilidade sazonal.
Tais EPSs microbiológicos têm uma ampla gama de propriedades físico-químicas que os tornam candidatos promissores a muitas aplicações comerciais em diversos setores industriais (alimentos, produtos farmacêuticos, cosméticos, etc.).
Os polissacarídeos bacterianos ricos em açúcares raros apresentaram atividades biológicas muito interessantes em cosméticos.
Por exemplo, um EPS obtido mediante fermentação aeróbica de bactérias halófilas (não patogênicas) é um polissacarídeo sulfatado de alto peso molecular e rico em ácidos urônicos. Este EPS já teve sua eficácia avaliada e comprovada no que se refere a atividade antioxidante além da de promover o aumento da síntese da queratina. Ou seja, este EPS poderia ser utilizado na proteção capilar e como antiquedas pela indústria cosméticas. Outros EPSs apresentaram eficiência na proteção solar, Alzheimer, etc.
Conforme as informações acima pôde-se observar que os EPSs já estão prontos para serem explorados pelas industrias que buscam inovação e o desenvolvimento de produtos mais eficazes.

Sobre Inkemia Brasil

Centro Tecnológico focado em criar, desenvolver e transferir novos conhecimentos para os setores, Farmacêutico, Químico, Biotecnológico, Alimentício...
Esse post foi publicado em produto e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.